quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

A CULPA NÃO É DO GATO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

GATEIROS,

Já estamos no Século XXI e lamentamos que algumas pessoas ainda não compreenderam!
Se o seu médico(a) mandar você se livrar do gato, LIVRE-SE DO MÉDICO(A), ele(a) está cometendo uma negligência!
Não consuma carnes cruas, verduras sem higienização e o principal, NÃO COMA AS FEZES DO SEU GATO APÓS 3 DIAS, OK?! :D #ameSEMpreconceito


sábado, 13 de dezembro de 2014

sábado, 6 de dezembro de 2014

PRA QUE TER AMIGOS ?

Gateiros,
Vocês já ouviram aquela frase: "Quem tem amigos, tem tudo" ?
Então, não fique prorrogando sua próxima adoção, e melhore a qualidade de vida do seu gato!!! 
Para ADOÇÃO, recomendamos: 
https://www.facebook.com/media/set/?set=a.507382672640869.1073741825.199881183391021&type=3 





DIGA NÃO AO RACISMO!!!




terça-feira, 25 de novembro de 2014

ME AJUDE CAT SITTER? EIS-ME AQUI GATEIROS !


ÁGUA E GATOS = PAR PERFEITO!

Gateiros, como eu sempre digo: QUEM AMA, CUIDA! 
Invista numa fonte exclusiva para pets, quem ganha com isso é você! Para não ter que levar seu gato ao veterinário por problemas urinários, INVISTA numa fonte, ok! 
Lambeijokas hidratadas! 


domingo, 23 de novembro de 2014

NOVIDADE DA GATAIADA NA MÍDIA!!!


A Gataiada da Somos Loucos por Gatos aumentou!!! Com isso, a querida Maisa Silva, apresentadora do Programa Mundo Pet, exibido todos os Domingos no SBT, resolveu conhecer a galera e fazer uma entrevista muito legal! Acompanhe tudo no link abaixo! Obrigada a todos os gateiros e amigos pela audiência e carinho! Lambeijokas da gataiada e até a próxima mídia! rsrsrs 




Agradecimentos especiais: São Pet e Radra Produções Artísticas

quinta-feira, 20 de novembro de 2014

COMO PREVENIR A FORMAÇÃO DE CÁLCULOS URINÁRIOS

Queridos Gateiros,

É preciso um tanto mais de atenção ao seu gatinho, afinal, você deve amá-lo muito certo?

Aproveitem as dicas maravilhosas que eu extraí do site do Gateiro. 
BOA LEITURA E PRATIQUEM JÁ PARA SEUS BICHANOS! AFINAL, QUEM AMA DE VERDADE, CUIDA!  



Dificuldade para urinar, sangue na urina, apatia e depressão, falta de apetite pelo desconforto e dores frequentes são os principais sintomas dos cálculos urinários em gatos. O problema é relativamente comum e a evolução varia de acordo com a localização do cálculo e o grau de obstrução da passagem da urina, podendo se agravar e, e em casos graves, causar coma e até a morte.
As principais causas do problema estão no fato de os bichanos naturalmente beberem pouca água e no estilo de vida moderno, que inclui uma rotina sedentária e oferta abundante de alimentos. E como tudo o que diz respeito à saúde, o melhor remédio é prevenir. E a prevenção dos cálculos está diretamente relacionada a questões nutricionais, segundo a médica veterinária Keila Regina de Godoy, da PremieR pet.
Ela esclarece que os principais “candidatos” ao problema são os bichanos castrados, inativos e acima do peso, mas que a prevenção vale para todos, sem exceção. “É preciso estar atento à qualidade do alimento consumido, ao manejo alimentar e à quantidade de água que o gato ingere por dia”, orienta.
A especialista indica as principais medidas que é preciso tomar rotineiramente:
Alimento - oferecer apenas alimentos específicos e de alta qualidade, ou seja, premium especial ou super premium. Já são formulados e balanceados para promover um pH urinário adequado à prevenção dos principais tipos de cálculos, possuem minerais em quantidades ideais e contêm proteínas de alta qualidade, fundamentais para a prevenção do problema. Também é importante optar por um alimento específico para a faixa etária do gato, pois a predisposição a determinados tipos de cálculos varia com a idade e a formulação do alimento leva isso em consideração.
Manejo - seguir rigorosamente as quantidades diárias de alimento recomendadas pelo fabricante. E caso o gato não consiga se controlar em relação à quantidade ingerida, é indicado fracionar a oferta de alimento em pelo menos quatro refeições. Importante evitar a todo custo que ele coma uma única grande refeição diária, pois esse hábito promove extremos de pH urinário que podem facilitar a formação dos cálculos.
Água - um volume adequado de água todos os dias é fundamental para prevenir o aparecimento dos cálculos urinários. Gatos gostam muito de água limpa, fresca e corrente, por isso é bom oferecer uma fonte específica para eles (encontradas em pet shops), o que estimula naturalmente a ingestão. Ou então deixar à disposição potes de água espalhados em todos os lugares onde eles costumam ficar e trocar a água diariamente. Potes amplos e rasos são os preferidos dos felinos, pois eles não gostam da sensação de encostar os bigodes no pote de água. Importante: não é recomendado acostumá-los a beber direto da torneira. É algo que eles gostam muito, mas gera uma dependência da presença do dono e eles podem não querer beber água por longas horas se estiverem sozinhos.
Bandeja sanitária - gatos são animais extremamente asseados, exigentes e muitos seguram a urina e se recusam a usar uma bandeja que não foi limpa. E esse hábito pode ser um problema, pois a urina muito tempo parada na bexiga favorece a agregação de partículas e a formação dos cálculos. Portanto, é fundamental manter um número adequado de bandejas sanitárias, que deve ser correspondente ao número de gatos mais uma sobressalente. Ou seja, um gato necessita de duas bandejas, três gatos necessitam de quatro bandejas e assim por diante.
Rotina saudável - o controle de peso e a boa saúde dependem da alimentação e também de uma vida ativa. Por isso, recomenda-se estimular o gato a brincar e manter uma atividade física frequente. O enriquecimento ambiental com a oferta de brinquedos pela casa é uma boa conduta para incentivar o felino a se movimentar mais, além de evitar que fique entediado.

CAT SITTER NATAL & ANO NOVO!!!

PROGRAMEM-SE JÁ GATEIROS DE PLANTÃO!!!

sábado, 8 de novembro de 2014

NOVIDADE NA MÍDIA !!!

Queridos gateiros,

Nossos filhos peludos participaram do Programa MUNDO PET no SBT, que vai ao ar no dia 23/11/2014 as 9:30 hrs.
A apresentadora Maisa Silva conheceu a gataiada e mandou muito bem nas perguntas!!!
Contamos com a sua audiência !!! Lambeijokas!!!



segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

Dicas de comportamento com Alexandre Rossi #3: Arranhando o lugar certo.





Se você ainda tiver dificuldades/dúvidas, agende uma visita com Claudia Rinaldi (clausrinaldi@gmail.com) ou ligue para os fones: 11-2468-1905 / 11-96332-8082 / 11-95435-3462



http://www.petroomie.com.br/anuncios/sao-paulo/sao-paulo/cat-sitter-baba-de-gatos

segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

INSUFICIÊNCIA RENAL = PESADELO PARA GATEIROS



Insuficiência Renal!! 
Diria que o 3º maior medo para os gateiros, depois da FIV e FELV. 
Mas mesmo assim muita gente deixa passar pequenos detalhes para que seja diagnosticada bem cedo.

Primeiro devemos ter em mente que cerca de 40% dos felinos sofrem deste mal. E também que é uma tendência natural do organismo perder capacidade renal com o avançar da idade ( em nós humanos também).

Partindo dessa premissa, podemos esclarecer o comportamento desta doença que não tem cura, apenas tratamento.

Agora vamos do início. O rim é responsável por filtrar o sangue e produzir urina, eliminando substancias que não são necessárias ao corpo ou excesso de alguma coisa útil. 
Os primeiros sintomas da doença é que o animal começa a beber mais água e a urinar mais vezes, com fim de eliminar o que o rim não está conseguindo filtrar. Outros sintomas que apresentam são: cansaço excessivo, emagrecimentos, perda de apetite, feridinhas na boca, vômitos, diarreia, mau hálito, fraqueza, entre outros.

A insuficiência é diagnosticada por exames de sangue, bioquímico, de urina e ultrassonografia. 
Infelizmente não tem cura, o tratamento em casos não tão graves é feito com medicamento e uma dieta específica ( já que o rim não filtra direito) e quando o estado é grave, o animal é internado e pode chegar a ser necessário hemodiálise.

Um problema detectado quando o animal está urinando pode gerar dúvidas entre a insuficiência renal e algum cálculo renal ou vesicular. Observe seu gato urinando sempre e em qualquer sinal de alteração procure seu Veterinário. 

A prevenção é o melhor remédio e deve começar desde o nascimento do animal. Deixar água em abundância disponível para o gatinho, uma alimentação balanceada e alternada com ração úmida e ração seca (de preferência premium ou super premium e menos coloridas possíveis) e um acompanhamento preventivo com seu Médico Veterinário de confiança pelo menos 1 vez por ano ( famoso check-up).

Conteúde extraído da Internet: https://www.facebook.com/boutiquedogato 

A SOMOS LOUCOS POR GATOS UTILIZA E RECOMENDA PARA GATOS COM INSUFICIÊNCIA RENAL E/OU OBSTRUÇÃO URINÁRIA:


VERÃO X GATOS!

Seu gatinho parou de se alimentar e está perdendo peso com esse calorão? Isso não é normal. Leve-o ao Veterinário imediatamente!
Leia abaixo os cuidados que vocês precisarão tomar com seu gatinho nesse verão:

  • Troque a água com intervalos menores (Mesmo para Fontes);
  • Se for sair de casa pode colocar outro pote com uma pedra de gelo;
  • Brincadeiras entusiasmadas deverão ser evitadas em períodos com muito calor ambiental;
  • Para gatos já acostumados com ração úmida: incorpore um pouco de água no caldo da ração para aumentar a ingesta de água (não coloque muito porque eles podem perceber!);
  • Atenção Para potes de água e ração próximos de paredes que recebem incidência solar direta.
  • Gatos que já foram acometidos de doenças uretrais deverão ser observados quanto à ocorrência de urina muito concentrada e os Clínicos deverão ser consultados quanto às orientações de manejo dietético e hídrico nestes períodos.
  • Modifique o horário de “encher” o pote de ração para o início da noite. (A ração mesmo preparada para manter-se estável poderá oxidar em temperaturas muito altas. Como normalmente colocamos ração na parte da manhã para sairmos para trabalhar, ao longo do dia a chance da ração ficar menos apetitosa ou inapropriada é maior! Durante a noite e com temperaturas mais amenas, uma ração fresquinha pode ser providencial). Assim, deixa um pouco de ração pela manhã e jogue fora o que não for consumido ao final do dia.
  • Ar condicionado pode? Pode, mas o importante é permitir que o gatão ou a gatinha tenha acesso ao lado de fora se sentirem-se desconfortáveis com a baixa temperatura. Cuidado com as trocas abruptas de temperaturas, ok?
  • Vovôzinhosvovózinhas, pacientes com limitações respiratórias, filhotes, gestantes deverão ser supervisionados mais atentamente.
  • Viagens de carro deverão ser agendadas para horários mais amenos se possível. Um saquinho com gelos ou um saco de água pequeno congelado encima de uma toalha dentro do transporte poderá ajudar a enfrentar o transporte.
  • Gatos de pelagem clara precisam ser mais eficientemente protegidos contra os raios UV com protetores solares aplicados de forma mais frequente.

Alpha Blue Diamond cheio de calor...

sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

ADOÇÃO RESPONSÁVEL

Olá Amigos Loucos por Gatos!

Se você acompanha esse Blog e ainda não tem um gatinho para chamar de seu melhor amigo, tenho certeza que depois de conhecer os gatinhos que estão disponíveis para ADOÇÃO RESPONSÁVEL no link abaixo, mudarão sua decisão! Porém, se você já tiver uma bolinha de pelos, mas conhece alguém que precisa ter a mesma experiência, ajude a compartilhar ok! Você estará salvando uma vida da mesma forma...
Abraços a todos! Claudia Rinaldi

Acesse o link: http://animaisbylika.blogspot.com.br/2014/01/gatinhos-filhotes-espera-de-um-lar.html 

Quem ama cuida de verdade!


MICOPLASMOSE FELINA - A INFECÇÃO DO MOMENTO EM GATOS

Olá Amigos! 
Quero dividir com vocês uma informação de extrema importância que recebi do site da Casvet. Vocês conseguem imaginar que as pulgas podem levar seu gatinho a morte? Depois que vocês lerem esse Artigo, tenho certeza que passarão a investir em anti-pulgas regularmente...
Boa Leitura!
Abraços, Claudia Rinaldi

São muitos os casos clínicos felinos que entram na Casvet por um primeiro motivo, mas devido ao sistema imunodeprimido, surge secundariamente, uma infecção causada por um parasita do sangue que causa graves anemias e quando não detectada a tempo, poderá levar a morte do animal.
A manifestação do parasita, no entanto, também poderá surgir como doença primária.
A micoplasmose felina, também conhecida como anemia infecciosa felina, é causada por uma rickettsia (bactéria), Mycoplasma haemofelis, anteriormente conhecida como Haemobartonella felis.
O Mycoplasma é um parasita microscópico que invade as células vermelhas do sangue, causando a sua destruição. Nem sempre o felino desenvolve a doença, e nestes casos, o mesmo passa a ser portador assintomático.
Gatos portadores, cronicamente infectados,  possuem aspecto clínico normal, mas podem apresentar leve anemia.  
A anemia normalmente é regenerativa pois não existem danos ao nível da medula óssea. Em muitos casos, a micoplasmose é detectada após algum stress.
O micoplasma felino pode ser transmitido por artrópodes hematófagos (carraças e pulgas). Por esse motivo, o controlo de pulgas ser tão fundamental na protecção do seu gato.  Felizmente, existem inúmeros produtos seguros e eficazes disponíveis no mercado para evitar a infestação de pulgas. Peça ajuda na petshop ou durante as consultas de rotina, sobre qual é o produto mais indicado para o seu gato.
A via transplacentária e a via iatrogénica também são algumas formas de transmissão. No entanto, a última é praticamente impossível devido à elevada incidência de exames rotineiros em gatos doadores de sangue. As mordidas poderão também ser uma forma de transmissão, se bem que é ainda uma via não confirmada.
As pulgas das espécies Ctenocephalides felis, Ctenocephalides canis e Pulex irritans parecem ser os principais vectores
Primavera e Verão são épocas do ano de risco, se bem que, actualmente, a precaução redobrada deva permanecer todo o ano devido às alterações climáticas manifestadas nos últimos anos. Gatos não castrados, gatos de rua são gatos sujeitos a apanhar mais pulgas e estarem envolvidos em brigas e mordeduras.
Os gatos que conseguem recuperar sem tratamento, na fase aguda, poderão sofrer episódios recidivos e permanecerem cronicamente parasitados durante meses a anos, senão por toda a sua vida.
Os sinais mais comummente observados em gatos doentes incluem anorexia, desidratação, letargia, perda de peso, mucosas pálidas, dores articulares, aumentos de temperatura corporal (pirexia) intermitentes, bem como esplenomegália (aumento do baço) podem ocorrer em estados mais agudos da doença. Por vezes, as mucosas podem aparecer com uma cor amarelada.
Alguns testes complementares de diagnóstico em comunhão com os sinais clínicos apresentados em consulta ou durante a fase de internamento podem ajudar a detectar a existência de mais algo do que o primeiro motivo de comparência ao hospital, nomeadamente o hemograma (mede a quantidade de células vermelhas e brancas no sangue). Alguns achados: trombocitopénia (queda do nº de plaquetas, o que conduz à existência de hemorragias), alterações das células brancas (diminuição de leucócitos, neutrófilos, aumento de linfócitos e monócitos).
A Técnica de PCR é a técnica mais fiável para detectar a existência deste parasita. Possui alta sensibilidade e especificidade, sendo capaz de amplificar o DNA do microrganismo em milhões de vezes, se o mesmo estiver presente na amostra sanguínea. É o método ideal para casos de baixa parasitemia que frequentemente não são detectáveis por meio de análise de esfregaços sanguíneos.
Existe uma alta incidência de heamobartonella em gatos portadores de Leucemia (FELV). Mas a doença poderá ocorrer separadamente. De qualquer forma, quando ocorre uma anemia severa que não responde ao tratamento de Haemobartonellose, o teste de leucemia felina não deve ser descartado.
Se o seu gato apresenta pulgas, se o acha mais murchinho, com menos apetite, peça ao seu médico veterinário para o testar contra este parasita dos tempos actuais. Evite que o seu animal tenha que ser submetido a transfusões sanguíneas de urgência!

Conteúdo extraído do site: /www.casvet.pt 

Copyright by SLPG 2017

Related Posts with Thumbnails